Arquivo | trash the dress RSS feed for this section

Meu Trash the Dress! Parte final

6 set

Hoje compartilho com vocês a ultima parte do ensaio fotográfico no estilo Trash the Dress que eu e o maridão fizemos com o Fabio Moro.
O making off foi uma delícia, a primeira parte da seção, ensolarada, e para fechar, quero mostrar como a luz do dia é linda e proporciona imagens maravilhosas, principalmente com a chegada do por do sol…
Cada vez que olho para as fotos fico pensando em como valeu a pena todo o esforço para chegar a este resultado…mesmo com furo de dois fornecedores, dificuldades de todo tipo para tirar o dia para fazer as imagens, maridão totalmente preso ao celular pois precisava resolver inúmeros problemas, chave e lapela do noivo que desapareceram…nada disso me faz pensar que não valeu a pena toda a produção e dedicação.
Queria muito realizar este ensaio, e ele aconteceu! Conheci gente bacana, me vesti de noiva outra vez e de quebra, ainda terei imagens lindas para mostrar aos netos e dizer: olha só o que a vovó fazia entre um post e outro…  =)

E assim o dia acabou…

Agora pra quem chegou até aqui, comentários dos bastidores…
– Sim, eu passei fome neste dia, não dá tempo de comer nada! Vida de modelo não é fácil…

– Repararam que no ensaio todo nem tem foto muito romântica? O maridão morre de vergonha gente, quando a Clara falava para ele me beijar então, sentia que ele queria se atirar da montanha que estavámos…coitado.

– Os itens que aparecem no ensaio (cadeira e guarda-chuva) foram ideias da Clara, e ela roubou isto da vó dela…(que não fazia a mínima ideia do que íriamos fazer com aquilo)..rs

– Eu não considero que fiz um Trash the Dress autentico porque como o vestido foi emprestado, tomei todo o cuidado com ele (Deus me livre ter que pagar por esta peça tão linda…estaria f#)

– Fotógrafo bom é outra coisa: a fotografia em si ficou tão bonita que eu nem liguei para o fato de querer estar uns 10 quilos mais magra para as fotos… (viva!)

– Quando estavámos no final do ensaio, ouvimos vozes se aproximando naquele lugar que fica no meio do nada…e sabe quem eu encontrei?? O querido Gui Pontes da Portal Imagem!! Fazendo ensaios com noivos no mesmo lugar…o mundo pequeno!

– Ninguem acredita quando falo que não ganho 1 real para fazer este blog. O que recebo de apoio é geralmente em presentes que sorteio para as leitoras, e o que não é, não paga nem a net de casa..rsrs
Mas agora posso dizer: ganhei um ensaio fotográfico do Fabio Moro!!!

Produzido por: Fabio Moro Fotografia
Vestido de Noiva e Acessórios para cabelo: Kitraje
Maquiagem e penteado: Ricardo Rocha Coiffeur
Buquê e lapela do noivo: Aldo Silvestre
Local: Estrada Cinco, 680 – Valinhos -SP

Anúncios

Meu Trash the Dress! Parte I

26 ago

Chegamos ao local do ensaio, e o sol estava radiante!
E nesta primeira parte vou mostrar o efeito que uma boa iluminação pode ter sobre as fotos. A Clara levou alguns itens, digamos, emprestados de uma pessoa querida, e eu, um buquê bem colorido criado pelo Aldo Silvestre. Ah, também usei botas! Queria tanto…foi ótimo andar com elas pelo campo…sensação boa do vento no rosto, o céu lindo e azul…
Foi lindo viver este momento e quero compartilha-lo com vocês….

Ah, para as meninas que já me perguntaram onde fica o local, este é o endereço:
Estrada Cinco, 680 – Valinhos -SP

Produzido por: Fabio Moro Fotografia
Vestido de Noiva e Acessórios para cabelo: Kitraje
Maquiagem e penteado: Ricardo Rocha Coiffeur
Buquê e lapela do noivo: Aldo Silvestre
Cadeira:  escolha da Clara!

Meu Trash the Dress! Making Off

24 ago

O dia amanheceu lindo!
Acordamos cedo e as 09h00 já estávamos a caminho da loja Kitraje para pegar o vestido de noiva. Depois, fomos direto para Campinas para o salão do Ricardo Rocha.
Eu não contei ainda sobre esta parte, mas eu fechei o salão apenas um dia antes do ensaio, sem saber onde era e como seria, acreditando apenas na minha intuição e no bom atendimento que recebi por telefone ( mais uma vez, uma profissional que havia se comprometido a fazer o make up simplesmente não me atendia e nem retornava meus recados, imagina a minha preocupação em pensar que eu não teria local para me arrumar…).
Bem, chegando lá, fui atendida por uma equipe muito simpática e o local, recém reformado, era muito bonito e confortável para receber uma noiva, e então, começamos a conversar sobre as possibilidades de penteado e de maquiagem. Tudo foi decidido ali, na hora, combinando sugestões do profissional e meu gosto pessoal.
Fabio Moro e Clara chegaram logo depois, e o Fabio já começou a registrar todo o processo de ‘transformação’….rs
O marido, coitado, tinha relatórios urgentes para entregar e com muito custo conseguiu se ausentar naquele dia para o nosso ensaio. Ficou o tempo todo trabalhando, num cantinho, só escutando a gente falar, falar e falar sobre casamentos, maquiagem, noivas….E como ele é mais reservado, até gostou de ter o que fazer enquanto eu me arrumava.
Foi a primeira vez que ele me acompanhou em um salão de beleza, e confesso que foi gostoso ter ele ali por perto, dando a sua opinião discreta sobre um item ou outro, observando como tudo acontecia.
Aos poucos, fomos escolhendo maquiagem (tons berinjela foram escolhidos para os olhos) e para o cabelo, eu pedi um penteado preso, que eu pudesse soltar depois, assim, a gente teria uma produção ‘2 em 1’!
Algumas horas depois, lá estava eu, vestida de noiva, com o marido do lado, prontinha para ir ao local das fotos, na cidade de Valinhos. Foi uma sensação gostosa me ver de noiva outra vez. Achei que isto nunca mais aconteceria, e nem imaginei que meu marido estivesse ao meu lado se isto viesse a acontecer.
Foi realmente, uma super produção, que eu fiz questão de preparar com carinho, para garantir um ensaio bonito que nos enchesse de orgulho…
Depois de prontos,  um imprevisto: a chave do carro sumiu! Mas como ninguém tinha saído do salão, sabíamos que ela estava lá, em algum lugar….rs
Depois de muito procurar (mas muito mesmo), achamos a bendita chave, e pudemos prosseguir  para o local do ensaio, até então, desconhecido para nós. No caminho, paradinha no Aldo Silvestre para pegar o buquê e lapela do noivo, e novamente: a lapela sumiu! Eles procuraram muito, mas o Aldo resolveu fazer outra porque ele não achava a original de jeito nenhum.
Me certifiquei de que não havia sumido mais nada (rsrs) e seguimos, desta vez, realmente, para Valinhos.
E assim começou o nosso Trash the Dress…

Próximo post: Trash the Dress- Parte I 

Produzido por: Fabio Moro Fotografia
Vestido de Noiva e Acessórios para cabelo: Kitraje
Maquiagem e penteado: Ricardo Rocha Coiffeur
Buquê e lapela do noivo: Aldo Silvestre
Sapato, terno do noivo e brincos: eu que escolhi!

Meu Trash the Dress!

21 ago

OMG! Recebi as fotografias do Fabio Moro que fez meu ensaio fotográfico!!! Não sei nem por onde começar!
Só consigo pensar que este mês de agosto esta sendo realmente muito especial. Promoções toda semana no e-Noivas, meu ensaio fotográfico com centenas de fotografias para escolher, leitoras queridas compartilhando histórias!
Obrigada Deus! Sou feliz com as coisas simples. Uma foto, um comentário, um dia bonito, como hoje!
Obrigada a vocês também por estarem aqui comigo.

Ah, e uma pequena amostra de tudo o que esta por vir! 
bjo queridas

Preparativos para meu Trash the Dress – Parte III

9 ago
Sai do trabalho com caderninho e caneta na mão, preparada para o primeiro encontro com o fotógrafo Fabio Moro.
Marcamos em uma confeitaria em Campinas, onde eu sabia que seria possível conversamos horas sobre os detalhes do ensaio fotográfico sem qualquer problema. Enquanto ele não chegava, aproveitei para entrar em seu site e rever todas as fotos e textos postados por ele, para que assim, eu pudesse ao menos começar a me familiarizar.
Foi então que pensei: nossa! Mas eu não o conheço, como será que ele vai me encontrar?
Então fiquei espiando cada um que entrava para tentar identificá-lo…foi quando um tempo depois, reconheci não o Fabio, e sim a Clara, sua esposa, que o acompanha sempre que pode.
Eu estava sozinha, o marido só chegou mais tarde, e só depois de eu muito insistir, afinal, ele não estava nada à vontade com a idéia do ensaio fotográfico e deixou bem claro que estava fazendo aquilo só para me agradar (que bom!).
Nós três começamos a conversar sobre como eles vieram à Campinas, pois sei que eles moram no Rio de Janeiro, e quais as expectativas com este projeto de realizar um Trash The Dress num local especial aqui na região (até então, eu não tinha muita informação de onde faríamos o ensaio). A Clara e o Fabio foram me contando sua história, trajetória, e principalmente, suas idéias e estilo de trabalhar.
Aos poucos, também fui contando um pouco sobre mim, sobre o e-Noivas, e sobre esta minha idéia de criar um espaço para falar sobre casamentos, por simplesmente gostar de fazer isso (eu sei, muita gente acha estranho quando comento que não ganho nada com isso, mas agora posso dizer que ganhei um ensaio fotográfico profissional! hahaha)
E foi a partir deste encontro que eu pude realmente entender a proposta do Fabio Moro, e com minhas palavras quero explicar a vocês.
O Fabio é uma daquelas pessoas que resolveram arriscar e se dedicar a uma profissão não tradicional. Ser fotógrafo exige tempo, estudo, investimento, dedicação e paciência,  pois neste ramo,  ninguém colhe os frutos do seu trabalho do dia para a noite, é preciso conquistar pessoas com seu bom trabalho, e ai então, virão os clientes.
Para isso, ele conta com total apoio da Clara, sua grande incentivadora (e por diversas vezes assistente de produção) e os dois compartilham de uma proposta bem inusitada:  sempre que podem (férias geralmente) saem à procura de lugares especiais para fotografar.
E sendo ele um fotógrafo de eventos sociais, logo imagina como uma noiva ficaria em meio aquele cenário diferente, e já começa a imaginar as lindas fotos que poderiam surgir se unisse pedras, campo, floresta, areia e qualquer outro elemento da natureza à delicadeza e beleza de uma noiva.
Diferente…pensou. E por que não oferecer isto a quem mais compartilhar deste gosto? Um ensaio fotográfico bem no estilo editorial de moda, ou ainda, no famoso estilo Trash the Dress, em locais desconhecidos (ou não tão populares) ou ainda, num local que os noivos considerem especial, como um cantinho que só quem é da cidade conhece, por que não?
Depois que eu entendi esta proposta, sabia exatamente o que poderíamos fazer. Nada de enfeites, placas ou adereços como geralmente vemos nos ensaios de casais, eu só precisava estar lá, vestida de noiva com meu marido, e deixar a luz do sol, a natureza e o Fabio fazer o resto…
Minha paixão pela natureza é grande, então não foi difícil adorar a proposta.
Fizemos um cronograma reverso para saber exatamente a hora em que eu deveria estar pronta, e com previsão do tempo verificada, endereço na mão, e telefones de contato trocados, nos despedimos com um até amanhã…
Ah, aproveito para apresentar o Fabio Moro Fotografia como parceiro do blog!
Depois de conhecer seu trabalho, me sinto muito a vontade para indica-los pois sei que o Fabio e sua equipe são profissionais sérios e dedicados, com uma expertise enorme para oferecer um bom serviço de fotografia para nós.

Além dos ensaios fotográficos, eles também realizam o serviço de fotografia para casamento e outros eventos sociais, e contam com anos de experiência do Fabio em edição e tratamento de imagens, para entregar um trabalho de alta qualidade.

Conheça mais sobre seu trabalho no site:
Contatos:
21-8477-3190
fabiomorofotografia@gmail.com
@fmorofografia
Eles são do RJ, mas atendem a todo Brasil, basta chamar =) 

Preparativos para meu Trash the Dress – Parte I

2 ago
É pessoal, tenho que confessar que os preparativos para a seção fotográfica (tipo Trash the Dress) não esta sendo muito fácil…
Há mais ou menos um mês atrás, quando Fabio Moro e eu acertamos que iríamos realizar este projeto, fiz uma listinha de tudo o que eu iria precisar e organizei os itens de acordo com a  prioridade para o ensaio acontecer: vestido de noiva, make up, traje do noivo, buque e acessórios.
Eu fiquei super feliz quando entrei em contato com duas pessoas que eram referencias para mim para tratar dos dois primeiros itens: vestido e make up e elas me responderam positivamente sobre participar deste projeto, mas para meu desespero, justamente com estes dois fornecedores, a decepção foi grande. Não respondiam as minhas ligações ou e-mails e juro que queria muito saber porque as pessoas firmam compromissos e depois desaparecem (mera semelhança com preparativos de um casamento não é mera coincidência).
Pois bem, sexta passada, fiquei tão preocupada com a situação do vestido que sai as 17h00 do trabalho correndo para o centro da cidade e consegui passar em três ateliês diferentes em apenas uma hora e meia (pois todas as lojas fecham as 18h00 por aqui). Em dois encontrei um vestido que achava adequado, mas em um deles, o vestido me encontrou! Neste lugar, a atendente me mostrou um vestido lindo, cheio de babados, que em outra época não chamaria muito minha atenção, mas assim que o vi, já imaginei como ficaria bonito em mim. Eu queria pagar mesmo pela locação para não ter que passar raiva de novo, mas o valor não estava dentre as minhas possibilidades, então, ofereci uma permuta à dona da loja: que tal me emprestar seu vestido e em troca eu cedo algumas imagens profissionais para você utilizar na loja?
Não sabia se ela aceitaria  e por isso continuei a procurar em mais um local, afinal, o ensaio seria na próxima semana e eu estava sem vestido, sem maquiadora, sem local para me arrumar, sem acessórios…só com o buque e fotógrafo confirmados.
Toda vez que pensava no assunto me dava um frio na barriga, principalmente porque no trabalho as coisas estavam a mil…recebendo treinamento de uma canadense, vários eventos para organizar, viagens à MG no meio, minha casa uma bagunça…nossa, como as coisas podem ficar tão complicadas?
Na segunda, como fui viajar, liguei para o ateliê e para minha feliz surpresa, ela aceitou a parceria! Combinamos de provar o vestido para fazer os ajustes e estaria tudo acertado…
Fui lá cedinho realizar a prova. Cheguei antes mesmo da loja abrir, e fiquei cerca de 40 minutos esperando (e aproveitei para  procurar no blog referencias de outros salões para tentar resolver o problema dois: o furo da maquiadora).
Fiquei impressionada como realmente o vestido encontra a noiva: na hora da prova, o vestido entrou perfeitamente em mim,  não foi necessário fazer qualquer ajuste, nem mesmo a barra que estava perfeita com o meu sapato (aliás, ainda não mostrei meu sapato!).
Sai de lá com um peso a menos nas costas, e à noite, reunião com o fotográfo para acertar todos os detalhes…
Mas isso fica para um próximo post…

Vou fazer um Trash the Dress!!!

1 jul

Não estou me aguentando de ansiedade e tenho que contar pra voces! Sim, vou protagonizar um Trash de Dress!!!

Achei que nunca mais me vestiria de noiva de verdade, mas com um ensaio fotográfico assim, vou ter esta oportunidade sem precisar casar de novo! rsrs
No começo fiquei com vergonha, depois, com medo, e agora, estou numa ansiedade danada para que tudo dê certo no dia…

O mais gostoso de viver esta experiencia, é que tenho a liberdade de fazer escolhas que certamente eu não faria para o meu casamento. Como assim? Vou explicar: há 2 anos atrás, quando me casei, eu estava no comecinho do blog, e não tinha tanto contato com o mundo dos casamentos, logo, eu não tinha ‘bagagem’ para fazer escolhas mais personalizadas. Hoje, não só tenho contato diário com o assunto, mas acabo sendo uma espécie de ‘consultora’ para as amigas queridas e aqui no blog.
Além disso, fazer um ensaio no estilo Trash the Dress (não sabe o que é, descubra aqui) me permitirá correr, pular, deitar no chão e fazer muitas coisas mais que eu certamente não poderia (e não deveria) fazer no dia do meu casamento, afinal, que noiva vai querer chegar descabelada na festa não é?.
Então é isso, estou correndo com os preparativos e decidindo como será o estilo da produção: romantico, moderna, rock (aceito idéias!), e tem que ser do gosto do maridão também né? Pra entrar no clima…
Já fechei o make up com Paula Espelho (ela é fera no que faz) e amanhã vou procurar um vestido de noiva, e em seguida um buque lindo!
Ainda não decidi todos os detalhes, mas esta sendo um máximo! É reviver a experiencia de organizar o casamento, só que desta vez sem o peso da responsabilidade nas costas e todo o estress de que tudo tem que sair perfeito. Casar é bom, mas dá um trabalho danado..todo mundo que se casa sabe que é inevitável se descabelar em algum momento…rs
Ah, falta também ver direitinho qual será a roupa do noivo-marido…rsrs
Nossa! Minha cabeça esta a mil, cheia de ideias e inspirações…espero que o resultado seja maravilhoso.

O Fabio Moro (que é do Rio de Janeiro mas tem um pezinho aqui em Campinas) é o fotográfo que realizará a seção. Aqui, algumas fotos do tipo must have…